28/09/2014

Células Amigas do Parto (CAPs) - Pela criação da Rede pelo Parto Consciente e a Maternidade Ativa

A ONG Amigas do Parto está criando uma Rede pelo Parto Consciente e a Maternidade Ativa no Brasil e no exterior. Os centros, grupos e indivíduos que tenham interesse em receber o Selo ONG Amigas do Parto e fazer parte dessa rede como representantes locais da ONG Amigas do Parto são bem vindos.
Acreditamos que o parto seja um rito de passagem que, para ser ativo e consciente, deve ser precedido pela necessária preparação. Entendemos essa preparação como um processo baseado no tripê: mental, social e psicológico. Por “mental” entendemos que a mulher grávida precisa adquirir as informações necessárias a respeito de como funciona o parto, das rotinas obstétricas do sistema atual e dos procedimentos e atitudes que favorecem a fisiologia do parto. Por “social” entendemos que a mulher deve saber escolher e se rodear das pessoas certas, sejam eles profissionais, familiares ou amigos para que a acompanhem positivamente nessa jornada. Para tanto ela precisa saber lidar com os preconceitos e limitações próprios e dos outros, assim como aprender a dizer sim e não para o que realmente lhe importa e é importante. Por “psicológico” entendemos os processos interiores e subjetivos tais como: medos, incertezas, dúvidas, auto-estima, fragilidade psíquica, abertura excessiva a influências externas e/ou negativas, questões irresolvidas com a mãe ou o marido que podem interferir no parto, medos de origem desconhecida e etc. O resultado de uma preparação coerente e integrada é o empoderamento da mulher grávida e do casal.
Acreditamos, portanto, que o pré-natal que está sendo realizado hoje nos consultórios médicos e nos hospitais é pobre de conteúdo e insuficiente para permitir que a mulher cumpra a travessia que da gestação irá levá-la à maternidade. Da mesma forma, uma preparação baseada somente em informações sobre a fisiologia do parto e os procedimentos obstétricos tem se demonstrado insatisfatória para a realização do parto natural, ativo e seguro que a humanização do parto preconiza.
As Células Amigas do Parto (CAP) estão alinhadas com os valores da ONG Amigas do Parto. Chamamos a estes grupos de “células” porque queremos enfatizar seu espírito vivo, dinâmico e em movimento. As CAPs não se esclerosam em dogmas e pensamentos fechados, estão abertas para mudar e ampliar seus horizontes, e oferecem um serviço a mulheres e casais visando uma interação produtiva para ambas as partes.
Quais são os princípios orientadores das CAPs?
  • Referir-se ao tripê acima descrito para as atividades com grávidas, casais e famílias.
  • Ser inclusivas, não discriminando mulheres, casais e famílias com base no tipo de parto que tiveram, na raça, status social e educacional, idade e orientação sexual.
  • Compreender o parto como um rito de passagem que segue o rítmo e as necessidade de cada mulher em seu momento de vida e fase de desenvolvimento psico-emocional-intelectual.
  • Incentivar o parto natural, espontâneo e ativo.
  • Incentivar o trabalho de equipe de profissionais de diferentes áreas do saber.
  • Promover a reflexão crítica a respeito do sistema obstétrico atual, das questões emergentes e da forma como gravidez, parto, maternidade e paternidade são vistas pela mídia e a cultura coletiva.
  • Promover um clima de cordialidade e cooperação mútua entre usuárias /os e profissionais, fundamentado no respeito ao outro e a si próprios, na confiança e na abertura mental.
  • Apoiar a tomada de decisão da mulher e os desafios que implica.
  • Incentivar a amamentação e o vínculo mãe-bebê no imediato pós-parto.
  • Incentivar o acolhimento respeitoso, sensível e gentil do bebê, respeitando-se seus rítmos e necessidades.
  • Incentivar a amamentação contínua e sob livre demanda por pelo menos seis meses após o parto.
  • Incentivar a responsabilidade individual e portanto o empoderamento de mulheres e  homens, usuários e profissionais, sem discriminação pelo lugar social que ocupam.
  • Se comprometer em apoiar as campanhas, iniciativas e projetos da ONG Amigas do Parto.  

Como ser uma CAP?
  • Para ser uma CAP, o centro, instituição, grupo ou indivíduo deve oferecer reuniões gratuitas e periódicas (semanais, quinzenais, ou no máximo mensais) e promover discussões sobre gravidez e parto baseadas nos princípios e valores acima referidos.
  • Atender a um curso online de capacitação da duração de 5 semanas a fim de ganhar o Selo ONG Amigas do Parto. No curso serão aprofundadas as linhas mestres da atuação e dos objetivos ONG Amigas do Parto e criado um planejamento de ação para as células. O curso ocorrerá via grupo secreto no facebook pelo valor de R$ 165. Para se inscrever, role a página para abaixo. Após efetuar o pagamento receberão uma ficha de inscrição no email indicado. Ex-alunas que se formaram como doulas e educadoras perinatais demonstrando sintonia com os valores da ONG serão eximidas de fazer o curso de capacitação, podendo filiar-se diretamente.
  • Uma reciclagem anual é requisito para renovar a filiação.
  • A taxa de matrícula para a filiação à Rede pelo Parto Consciente e a Maternidade Ativa é de R$ 210 anuais, renováveis todo ano. Para se filiar, role a página para baixo

Os filiados receberão os seguintes benefícios:
  • 1 camiseta ONG Amigas do Parto
  • 100 cartões de visita personalizados
  • 50 cartões informativos de divulgação
  • 1 brinde
  • Seu nome/centro/espaço/instituição fará parte das indicações da ONG em sites e material de divulgação.
  • Participação de um espaço virtual para troca de idéias e experiências entre as coordenadoras das CAPs.
  • Indicação de gestantes.
  • Desconto de 10% sobre todos os cursos oferecidos pela ONG Amigas do Parto durante o período de filiação.
Pedimos que os coordenadores mantenham os dados de seus grupos atualizados.


___________________________________________________________________________
Próximo curso de capacitação: de 14/10-14/11

Pagamento capacitação + filiação via cartão de crédito ou boleto bancário:
R$ 375 

Pagamento capacitação + filiação à vista via depósito Banco do Brasil ou Bradesco:
R$ 360

Pagamento filiação:
R$ 210 (somente via depósito bancário)

Banco do Brasil, Ag. 4871-2, C/p. 510 (variação poupança) 009.645-0
Bradesco, Ag. 1363, C/c. 0054004-8
Adriana Tanese Nogueira da Silva - CPF: 074.851.107-56

Para pagamentos via depósito bancário enviar comprovante por email para: amigasdoparto@ongamigasdoparto.com

08/06/2013

Contra a propaganda do parto orgásmico

Adriana Tanese Nogueira

O parto doi, negá-lo é impossível. Mas a verdadeira questão não é ter ou não parto sem dor e até orgásmico, mas compreender o que significa promover a ideia do parto orgásmico. É preciso ter mais visão e se encantar menos com o glamour quando se lida com assuntos como esse que tocam na carne e na autoestima das mulheres. Lançar a ideia do parto orgásmico significa criar um ideal que é, de fato, raramente alcançado, e que tem como efeitos colaterais fortalecer medos e inseguranças e desviar a atenção do que interessa.

27/05/2013

PRIVACIDADE: COMO? QUANDO?

Todos os anos, desde 2004, acontece a Semana Mundial pelo Parto Respeitado, uma iniciativa da AFAR (Alliance Francophone pour l'Accouchement Respecté) para criar uma oportunidade de conhecer as opiniões internacionais sobre um assunto específico relacionado com a promoção de um parto respeitado. Este ano, de 20 a 27 de maio, o tema em pauta foi "Não perturbe! Parto acontecendo." Este é um assunto tanto simples quanto controverso.